Como surgiu a Rede do Bem

Esta iniciativa surgiu como uma solução para uma situação que se tornou um problema para mim: por um lado, como tenho muitos alunos e muita proximidade com todos, sempre recebo pedidos de ajuda, orientação e encaminhamento de CVs. Por outro lado, como tenho muitos contatos no mercado, muitos amigos, colegas e ex-alunos me pedem indicações de talentos para suas empresas. Sempre fiz as indicações que achava mais pertinentes, mas com isso poderia não estar sendo tão justo com todo mundo - a memória poderia priorizar as pessoas mais próximas ou recentes. Então, para resolver este imbróglio, ser mais imparcial e permitir que cada um de meus alunos e ex-alunos pudessem concorrer às vagas, muitas vezes geradas por ex-alunos, criei uma rede fechada de distribuição de oportunidades. Fica mais justo, atende a todo mundo e mantém relevante o meu contato com vocês.

Por estas mesmas razões, a Rede do Bem é fechada. Um fato não previsto é que muita gente que não conheço me escreve pedindo para entrar neste mailing, afinal, tem muita gente precisando de emprego. Explico toda situação cordialmente, mas a questão é que a grande virtude da rede é a relevância e o fato de vocês todos serem meus ex-alunos e, por isso, priorizarem-se tanto na disponibilidade de vagas, como no atendimento de uma oportunidade. No mínimo, vocês têm em comum a minha pessoa para quebrar o gelo e começar um papo numa entrevista...

Isso é o que faz nossas redes de relacionamento fortes e constantes - a sua identidade. Por isso, é uma rede fechada, o que não significa que vocês não devam encaminhar as vagas para suas redes particulares. Isso é possível, mas aí há a perda da pertinência, só é encaminhada a informação e não a relevância.
É essa identidade que também faz vocês disponibilizarem vagas na rede quando surgem em suas empresas, departamentos ou até em clientes a que atendem. Pois sabemos que há uma diferença entre um CV vindo do site da empresa e um CV vindo de indicação de um ponto em comum. Essa é a força do relacionamento e das interações que criamos. Além disso tudo, acredito, temos uma ligação de ação e reação com todas as pessoas que ajudamos. O que fazemos de bem, retorna para nós, nem que seja somente uma breve expressão no olhar - o que já justifica tudo.
 
Conheça o código de conduta...